Quando se trata de tirar direitos do trabalhador, o governo de Michel Temer e sua base aliada são de uma “eficiência” nunca antes vista. A ameaça de hoje é ao direitos dos servidores das empresas estatais continuarem a trabalhar após se aposentarem.

O relator da Reforma da Previdência, o deputado Arthur Oliveira Maia (PPS – BA) disse que “já há uma emenda pronta, simplesmente dizendo que: a aposentadoria extingue o vínculo empregatício”. A medida que prevê o direito do servidor de se manter no cargo entrou em vigor durante a reforma previdenciária ocorrida no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, um governo de orientação economica neoliberal, porém eleito pela população.

O direito de um cidadão não pode anular outro, um trabalhador que atende às regras para se aposentar, tem o direito de fazê-lo, de igual forma tem o direito de continuar a trabalhar em suas funções. O curioso é que o relator não estendeu suas críticas aos ministros de Michel Temer, Henrique Meirelles e Osmar Terra, que continuam trabalhando após se aposentarem, este último recebe ainda acima do teto do funcionalismo público.