Fechamento de agências
Sob o argumento de economizar gastos, os Correios que possuem 6.511 agências próprias no Brasil, anunciaram o fechamento de 250 delas. A medida irá atingir agências em cidades com mais de 50 mil habitantes em todo o país.”O projeto é uma das ações que os Correios vêm implementando para reverter o cenário financeiro da empresa, visando garantir a manutenção e a qualidade dos serviços à sociedade”, informa a empresa em nota.
Abertura de capital
É importante lembrar que logo que assumiu, o governo de Michel Temer assumiu a intenção de abrir o capital de estatais, com destaque para os Correios, uma das mais antigas empresas brasileiras. Além de ser bastante lucrativa e prestar um dos mais eficientes serviços do mundo.
Plano de Demissão Voluntária
Em janeiro de 2017 foi a vez dos Correios abrirem um PDV para quase 17.7 mil empregados com a expectativa de que 8,2 mil trabalhadores façam a adesão, também sob o argumento da economia de gastos da empresa, que segundo a direção, está deficitária.
Todas essas medidas mostram com clareza que está em marcha um processo de precarização e desvalorização das empresas públicas, entre elas, Correios, CAIXA, Banco do Brasil. Fórmulas ultrapassadas postas em prática a fim de entregá-las ao capital privado, sem que haja argumento de efetivo benefício à população brasileira.

Veja também